Friday, 11 March 2011

Kodak: "There is a very real resurgence for film"

Fotografia feita com o (agora descontinuado) Kodak Portra 400 VC (vivid color) em filme de 35mm com uma objectiva de 35mm f/2. O filme demonstra grandes capacidades enquanto suporte fotográfico, conservando os highlights e os tons de pele com uma textura rica, que a tecnologia digital ainda não conseguiu alcançar.

A fotografia de filme está de volta. Não com a força de antigamente. Obviamente, continua a ser um trabalho de nicho, mas a estética é mais apreciada do que nunca; agora que muita gente se afastou da euforia digital. Muita da fotografia de filme - a maioria, arrisco a dizer, está ligada a projectos pessoais. Mesmo em 2007, apenas 3 anos depois do lançamento das primeiras reflex digitais de entrada de gama, 70% dos fotógrafos profissionais nos Estados Unidos usavam filme!

Depois dos loucos anos entre 2002 e 2008, há imensa gente a comprar filme e a usar máquinas de filme. Não só os amadores, mas também os profissionais - estes muito para os projectos pessoais ou que lhes permitem uma diferente criatividade. Os recentes lançamentos de filme da Kodak provam que o filme não está morto; o filme vem agora melhor que nunca e com cada vez melhor capacidade para serem digitalizados no âmbito de um processo fotográfico híbrido. O British Journal of Photography, uma importante referência na literatura mundial em fotografia, entrevistou Scott DiSabado, que é o marketing manager da Kodak para a área analógica para os EUA, onde se dá conta da aposta contínua da Kodak no filme. No website da Kodak existem páginas com informação detalhada sobre cada filme, a preto & branco e cor.

Concordo com DiSabatto quando dizem que andam a produzir o melhor filme de sempre.

Podem ler toda a entrevista aqui!

1 comment:

  1. Quero acreditar que sim, que o filme não vai morrer tão cedo.
    Pelo menos, nunca me deu tanto prazer como agora.

    ReplyDelete